sexta-feira, 9 de maio de 2008

Uma conversa com...

Carlos Cancela, autor de Casa do Pão.

Pequena, simples e profética. É assim a letra de Casa do Pão, música que vem cativando multidões desde a gravação no DVD do Diante do Trono, na voz de Nívea Soares. A simplicidade da letra é emprestada da cidade homenageada, Belém do Pará, que é cantada como um “celeiro entre as nações”. Nada mais verdadeiro considerando a origem da palavra Belém (que em hebraico Bethlehem, significa casa do pão). Para a Igreja de Cristo Ministério Nova Terra em Belém, há uma história especial com essa canção, que foi a tradução perfeita do amor a este lugar e do desejo de alimentar.

Por isso na estréia da nossa sessão de entrevistas conversamos com o autor de Casa do Pão, que ajudou a nos batizar – o jovem Carlos Cancela, de 25 anos, que é ministro de louvor da Igreja Quadrangular em Belém. Nascido na capital paraense, Carlos, que é contador e bancário, faz do dia-a-dia uma tarefa de dedicação as obras de Deus.

Perfil - A trajetória no ministério de louvor começou aos 16 anos, na igreja Quadrangular, onde atualmente é pastor de jovens. Cancela trabalhou muito tempo na igreja em Belém, mas também desenvolveu atividades de missões no interior do Pará, no início da expansão da visão de adoração extravagante. Como referência havia o trabalho de ministérios como o de David Quilan, que começava a despontar e inspirou o Projeto Adoração no Pará. A idéia era fomentar o louvor com liberdade para expressar o amor e gratidão por Deus. Atualmente coordena parte de uma rede de células em Belém chamada Valentes de Davi, no bairro da Pedreira, junto com o Pr. Walter Oliveira. Apaixonado de longa data pela música o líder do ministério de louvor Obra Prima compõem, canta e toca violão - o companheiro de ministração.

Ele encara a música como um dom, que aflorou ainda mais após sua conversão “quando Deus começou a me dar músicas”, diz. Canções que amadureceram, segundo Cancela, conforme a maturidade pessoal e espiritual, o conhecimento da palavra e intimidade com o Espírito Santo. Muitas composições ficaram guardadas, enquanto aguardava a hora certa para fazer uma gravação com qualidade. Uma novidade é a gravação do álbum do Obra Prima, misturando estilos como Trazendo a Arca, Delirious? e Michael W. Smith. Também em breve vamos conferir um trabalho solo de Cancela.

Casa do Pão: Como era a sua relação com a cidade antes de Casa do Pão?
Carlos: Sempre olhei Belém com um olhar de expectativa a mais. Belém é uma cidade que historicamente tem um potencial muito grande, economicamente falando. A cidade tem muito pra crescer e principalmente espiritualmente falando. Porque se observarmos bem, com o olhar espiritual, vamos ver que Belém é uma cidade de adoração. O povo paraense é um povo muito apaixonado e eu fui impactado por uma palavra que Deus me deu dizendo assim, que me fez entender essa palavra e observar essa realidade - que Belém é uma cidade de adoração. Só que temos muitos falsos adoradores. Pessoas que estão adorando outros deuses, pessoas que são apaixonadas por tantas e tantas coisas, por “aparelhagens”, por idolatria e estão colocando a sua fé, a sua adoração, a sua atenção num deus que não é Deus. E Deus me fez pensar o seguinte: você já pensou se essas pessoas se tornarem verdadeiros adoradores, o que vai acontecer em Belém? E a gente observa que Belém, o próprio nome já fala “casa do pão” e o Pará também é um lugar de grandes águas. Então a gente acredita que existe um propósito em tudo que Deus faz. Se Deus permitiu que Belém fosse Belém é porque Deus quer realmente fazer da cidade um celeiro de pastores, um celeiro de bênçãos para o mundo, para as nações, para o Brasil.

Casa do Pão: Como nasceu a letra de Casa do Pão?
Carlos:
Casa do Pão nasceu depois de um congresso em que eu fui a Goiânia, no início do ministério, do primeiro CD do David Quilan, em 2001. Estava lá na igreja Luz Para os Povos, que é uma igreja muito abençoada em Goiânia. E eu voltei de lá muito impactado porque foi um momento de adoração muito intenso, foi um evento assim, fortíssimo, foi um evento internacional inclusive e quando eu cheguei na estrada, vindo pra Belém, Deus começou a falar comigo e depois de um tempo Deus me deu a música, Casa do Pão. E Deus me fez escrever ali uma letra pequena, mas de um fundo profético muito grande. E essa era a intenção de Deus, que é levantar pessoas na cidade de Belém, uma cidade que é esquecida no Brasil, mas que as pessoas estão começando a olhar pra cá, pois realmente existe um avivamento, que Deus vai gerar, vai levantar esse avivamento em Belém. E Deus está levantando pessoas, e eu oro para que Ele levante cada vez mais pessoas, pra proclamarem o nome Dele, pra ganharem almas, porque esse é o propósito do avivamento. Não existe outro propósito no avivamento que não sejam as almas, e Deus é apaixonado por almas, Deus é apaixonado por pessoas.

Casa do Pão: Qual foi o caminho desde a composição até a gravação no DVD do Diante do Trono em Belém?
Carlos:
Eu compus essa música entre 2001 e 2002, e ministrava a música nos lugares e evento que participava. E Deus manifestava seu poder as pessoas, abençoando. Só que eu não tinha tido contato com os irmãos do Diante do Trono, não os conhecia pessoalmente. Até que eu fiquei sabendo que eles iam gravar aqui em Belém. Inicialmente falaram Manaus e depois que ia ser em Belém. Depois que falaram isso eu participei de um evento lá na Igreja Batista Missionária da igreja que digamos assim foi ser a secretaria da Igreja da Lagoinha aqui em Belém, e eu tenho muitos amigos na igreja missionária, inclusive os pastores e fui até lá. Fui participar de um seminário de intercessão antes da gravação. E lá foi uma benção tremenda. E lá surgiu esse desejo no meu coração de ir até os irmãos do Diante do Trono e mostrar essa canção que Deus tinha me dado. Só que eu fiquei na minha, né. Fui orar pra Deus e fiquei na minha pra saber se era isso mesmo. Até que teve um café da manhã com os pastores e Ana Paula e alguns integrantes do Diante do Trono, uns vinte dias antes da gravação e fui lá nesse café da manhã. O pastor Josué Bengson não pôde ir e eu fui a convite dele, fui de penetra lá. Fiquei junto com os pastores lá, conversando com o pessoal depois fizemos uma oração, os líderes de Belém estavam lá e eu conversei um pouco com o Sérgio Gomes, que é o maestro do Diante do Trono. Conversei um pouco com ele sobre essa canção, que Deus tinha me dado, o direcionamento, a visão que eu tive. E ele falou pra mim de uma forma super educada que queria olhar a música, pra eu gravar e passar pra ele a canção, e eu achei super legal e passei pra ele.

Casa do Pão: E como foi a confirmação da gravação?
Carlos:
Logo depois que eu entrei em contato com eles, eu passei a canção em CD, o Sérgio Gomes foi pra Belo Horizonte pegou toda a gravação e depois ligou pra mim pra gente conversar como seria, se já havia registro ou não. E aconteceu que o registro da música foi feito em Belo Horizonte mesmo, pelo Diante do Trono, e foi uma bênção. A bênção foi tão grande que eu nem esperava que seria a Nívea que fosse cantar.

Casa do Pão: E no momento do show, como foi sentir que um objetivo estava sendo cumprido ali?
Carlos: Eu acredito que estava se cumprindo uma promessa de Deus na minha vida e pra cidade de Belém também. Porque essa canção foi um ato profético, que eu tive pra cidade, pro Estado do Pará e acredito até que pro Brasil.

Casa do Pão: E quem é essa “nova geração de adoradores”? Quais são suas marcas?
Carlos:
É a marca de uma geração comprometida com a Palavra, que ama o Senhor de todo o seu coração, que não abre mão do propósito de servir a Deus, que abomina o pecado e que busca a presença do Senhor. Que é apaixonada por almas, por fazer discípulos.

Casa do Pão: E que fome é essa?
Carlos:
Fome de ver Jesus Cristo voltar. Fome de ser a geração que vai ver o Senhor Jesus voltar.

Casa do Pão: “Essa unção” continua atraindo? Como isso tem acontecido após Casa do Pão?
Carlos:
Acredito que isso seja um projeto, até porque a questão de atrair a presença de Deus fala, no contexto da canção, sobre Belém como celeiro para abençoar a vida de muitas pessoas. E muitas pessoas realmente estão vindo pra Belém pra conhecer aquilo que está acontecendo aqui. Pra você ter uma idéia, hoje o nosso congresso de jovens na Quadrangular é o maior no mundo. Inclusive nós vamos fazer agora o congresso com aproximadamente 9 mil pessoas, não temos nem lugar pra fazer por causa disso. E Deus realmente tem abençoado e eu acredito que o avivamento vai acontecer nesse sentido.

Casa do Pão: E como a pequena Belém vira “celeiro entre as nações”?
Carlos:
Porque Deus levanta as coisas pequenas desse mundo pra confundir as grandes. Eu acredito que Deus levanta cidades pequenas como Toronto, no Canadá - pequena entre aspas, porque hoje ela é muito desenvolvida – mas Deus levanta o avivamento onde Ele quer. Como em Honduras, como em El Salvador, na cidade de Relim, uma das maiores igrejas do mundo, uma cidade pequena que Deus fez um grande avivamento lá. A cidade de Santarém aqui no Pará, onde 10% da população é crente.

Casa do Pão: Pra finalizar uma mensagem para a Casa do Pão da Igreja de Cristo Ministério Nova Terra.
Carlos:
Que esse desejo, essa fome por Deus realmente esteja queimando no coração de vocês. Fazer discípulos é a principal meta do coração de Deus. Deus é apaixonado por pessoas e nós precisamos realmente dar alimento, dar suprimento, pro mundo, para as pessoas que estão precisando conhecer mais de Jesus, que estão nas trevas. E nós temos a oportunidade e o poder e a autoridade de Deus pra abençoar essas pessoas, pra mudar a vida delas. E é isso aí. Que Deus abençoe a vida de vocês e que vocês realmente possam alcançar tudo aquilo que Deus tem sonhado pra vida de vocês. Um grande abraço pra vocês!
Por Marta Cardoso

CASA DO PÃO
Letra e Música: Carlos Cancela

Há uma unção que flui
Do coração de uma nova geração de adoradores
Famintos pra estar na presença do Pai
E poder saciar sua fome
Esta unção nos atrai
Esta unção nos atrai

A Belém, terra do Pão
Cidade de Adoração
Diz o Senhor
De Belém flui a unção
Da Casa do Pão para todo o Brasil
Para todo o mundo

O Senhor te escolheu, Belém
Celeiro entre as nações
O Senhor te ungiu, Belém
Casa do Pão

Site MANT Belém

3 comentários:

Pra. Kênia disse...

Parabéns ao Carlos, creio fielmente que foi Deus quem deu a ele essa música, homem sedento e humilde, filho de DEUS.

Essa bela e singela canção é para nossas vidas profécia, ela entra na nossa alma e provoca sonhos.

Marta, minha discipula querida, vc é guerreira e indesistivél, sua entrevista está ótima.

Ao meu Rei toda adoração sempre!

Abraços a todos que tem nos visitado.


Pra. Kênia - Belém, Casa do Pão.

Maxy Santos disse...

quero abrir aqui meus parabéns ao pr:calos cancela pelo lindo louvor que Deus lhe deu.Eu acredito na sua visão e no seu minitéio, e creio que Deus também acredita inteiramente nessa maravilhosa visão profética que é a sua pastor. E tenha certesa que belém casa do pão saiu do coração de Deus para o coração do homem. que Deus te abençoe. ass:coordenador regional de adolescentes, mss:Maxy Moura.

Anônimo disse...

Ola Carlos, fico feliz em saber da dedicação ao ministério. Tenho certeza que o SENHOR vai te abençoar a cada dia. Que fará diferença, pois o SENHOR te escolheu para ser um grande ganhador de vidas para ele. Fica com DEUS.

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP