segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Alegria

“Portanto não vos entristeçais,
pois a alegria do Senhor
é a vossa força” (Ne 8:10b)


Há momentos na vida em que nos sentimos tristes. Isso é normal, pois faz parte da natureza humana, em função do que nossa alma recebe. O próprio Jesus, em alguns momentos de sua vida, sentiu tristeza (Mt 26:37). No entanto a tristeza não pode ser uma constância, pois assim sendo ela pode ofuscar as promessas de Deus em nossa vida.

1) Como superar a tristeza
Entender que, embora tenhamos momentos de tristeza, eles sempre serão superados pela alegria que vem do Senhor. No texto acima há uma recomendação do profeta ao povo, levando-os a uma reflexão, que os momentos de lutas para restauração da cidade, não poderiam ser o foco principal, e sim a alegria do Senhor, que é a nossa força.

2)Virtudes da alegria
Gera saúde - É uma atitude saudável, pois é comprovado que as pessoas alegres tem menos tendência à problemas de saúde, principalmente os relacionados ao sistema cardíaco, dentre outros. A própria palavra afirma isso: “O coração alegre serve de bom remédio; mas o espírito abatido seca os ossos” (Pv 17:22).

“A alegria vem da nossa alma. É gostosa de sentir, nos descontrai, nos solta, nos exalta, nos relaxa e alivia nossas tensões; é estimulante e nos dá bem-estar, faz com que nos sintamos saudáveis, à vontade e prontos para descobrir o novo; ela nos valoriza, aumenta a nossa auto-estima, deixando-nos mais contentes e sorridentes” (Dr. Eduardo Lambert).

Gera prosperidade - A palavra diz que quando os vizinhos de Hebrom vieram para constituição do reinado de Davi, havia ali uma grande prosperidade, e tudo estava relacionado à alegria do povo. “Também da vizinhança, e mesmo desde Issacar, Zebulom e Naftali, trouxeram sobre jumentos, e camelos, e mulos e bois, pão, provisões de farinha, pastas de figos e cachos de passas, vinho e azeite, bois e gado miúdo em abundância; porque havia alegria e Israel” (I Co 12:40).

3) Origem da alegria
Geralmente atribuímos a alegria a resultados de nossas conquistas, méritos pessoais, etc. Mas a palavra diz que a alegria é de fato do Senhor – as circunstâncias jamais a abalarão. “Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto nas vides; ainda que falhe o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que o rebanho seja exterminado da malhada e nos currais não haja gado. Todavia eu me alegrarei no Senhor, exultarei no Deus da minha salvação. O Senhor Deus é a minha força, ele fará os meus pés como os da corça, e me fará andar sobre os lugares altos” (Hc 3:17-19).

Conclusão: A alegria adquire-se. É uma atitude de coragem. Ser alegre não é fácil, no entanto vale o empenho para alegrar-se, do que o esforço para livrar-se do fardo da tristeza.

Para refletir: A alegria que deves ter não é aquela a que poderíamos chamar fisiológica, de animal sadio, mas uma outra, sobrenatural, que procede de abandonar tudo e de te abandonares a ti mesmo nos braços carinhosos do nosso Deus (Josemaría Escrivã).

Oração: Fale para Deus transformar tudo o que tem entristecido seu coração em alegria e regozijo.
Site MANT Belém

Nenhum comentário:

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP