quarta-feira, 29 de abril de 2009

Alegria hoje!

“Na verdade, na verdade vos digo que vós chorareis e vos lamentareis, e o mundo se alegrará, e vós estareis tristes, mas a vossa tristeza se converterá em alegria” (Jo 16:20)

Tristezas vem com as circunstâncias. Nada mais normal do que isso. Somente a alegria reverte a situação. Mas a alegria da alma, sensível a feridas, nunca deve ser superior a alegria do espírito. Essa é, verdadeiramente, a alegria do Senhor.

Quando buscamos o Senhor existe um tempo para estarmos alegres, que é o tempo que se chama Hoje (Hb 3:13). Isso faz toda diferença pois quem tem a alegria do Senhor não entra em crise. A Palavra diz que devemos estar alegres:

“Disse-lhes mais: Ide, comei as gorduras, e bebei as doçuras, e enviai porções aos que não têm nada preparado para si; porque este dia é consagrado ao nosso Senhor; portanto não vos entristeçais; porque a alegria do Senhor é a vossa força” (Ne 8:10).

Alegria é uma satisfação, que não deve depender das circunstâncias. Na presença do Senhor há fartura de alegria. Mas o que fazer para entrar na presença do Senhor?

Devemos estar íntegros de coração e limpos, pois a presença do Senhor não suporta pecado. Isso é alcançado através de arrependimento, que é uma mudança de direção de 180° para andar na estrada, no caminho do Senhor. Um caminho que “até mesmo os loucos, não errarão” (Is 35:8). A alegria do Senhor é irrefutável e compensa tudo. Chegou o momento de parar!

Devemos ser integrantes do povo aliançado, que conhece a verdade do Senhor. “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra” (II Cr 7:14).

Deus ouve o coração quebrantado e não as lágrimas de crocodilo. Quando nos humilhamos, oramos e nos convertemos do mal, mudando de caminho Ele “sara a nossa terra”, sara nossa alma, nosso casamento, nossos sentimentos, nossa família.


Os propósitos do Senhor só podem ser cumpridos mediante o arrependimento. Somente assim, nas vidas que foram roubadas e saqueadas durante anos, poderá haver restituição. Satanás rouba a alegria.

A convocação para o arrependimento é pessoal, pois Deus trata com indivíduos. Para cada atitude de arrependimento há uma restituição. Não há nenhuma culpa que seja superior ao perdão de Deus. Não seremos envergonhados pelo pecado. A alegria traz o sentimento de adoração, que é profética e o tempo todo.

É por isso que, mesmo nos momentos de grande dificuldades, poderemos dizer: “Grandes coisas fez o Senhor por nós, pelas quais estamos alegres” (Sl 126:3).
Site MANT Belém

Nenhum comentário:

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP