quarta-feira, 22 de abril de 2009

A glória de Deus e o homem

“Deus não faz o que é do homem, assim como o homem não pode fazer o que é de Deus. Quando o limite do homem termina, o limite de Deus começa e a sua glória tem oportunidade de se mostrar”

(Bispo Robson Rodovalho).


Somente até aqui”. Sem uma atitude otimista, que projeta mais, definimos o espaço que podemos circular – é o limite. Muitas vezes esses limites são colocados onde não existem e acabamos nos conformando com pouco. Nós nos limitamos. Deus quer nos levar ao limite Dele. Para isso precisamos sair do nosso limite.

O que fazia Moisés no cume do monte? O que motivaria alguém que andava na glória de Deus a fazer aquele caminho complicado e cansativo? Assim como ele, os filhos de Israel andavam sob a presença de Deus. No meio do deserto “eis que a glória do Senhor apareceu na nuvem” (Ex 16:10).

A nuvem estava lá o tempo todo: de dia numa coluna de nuvem para os guiar pelo caminho, e de noite na forma de coluna de fogo para os alumiar (v21 e 22). O que é a glória de Deus? A palavra glória, em hebraico “kavôd,” literalmente significa “pesar” ou “ ser pesado”. É também a presença do Senhor. Deus convidou Moisés para a nuvem:

“Depois disse o Senhor a Moisés: Sobe a mim ao monte, e espera ali; e dar-te-ei tábuas de pedra, e a lei, e os mandamentos que tenho escrito, para lhos ensinares.
E levantando-se Moisés com Josué, seu servidor, subiu ao monte de Deus,
E tendo Moisés subido ao monte, a nuvem cobriu o monte.
Também a glória do Senhor repousou sobre o monte Sinai, e a nuvem o cobriu por seis dias; e ao sétimo dia, do meio da nuvem, Deus chamou a Moisés.
Ora, a aparência da glória do Senhor era como um fogo consumidor no cume do monte, aos olhos dos filhos de Israel”.
(Ex 24:12-17)

Deus falava com Moisés. Bastava entrar na tenda, o tabernáculo feito no deserto, para que a coluna de nuvem ficasse à porta. “E falava o Senhor a Moisés face a face, como qualquer fala com o seu amigo” (Ex 33:11). Moisés era muito sedento!

Apesar de conversar com Deus, como os amigos conversam, Moisés faz um novo pedido:“Moisés disse ainda: Rogo-te que me mostres a tua glória” (v18). Moisés já havia visto a sarça arder e não se consumir, já era costume Deus falar com Moisés na coluna de nuvem mas, o coração dele desejava mais. Ele precisa ver a glória de Deus para continuar liderando o povo

Deus atende o pedido. O Senhor disse que ele não poderia ver Sua face, pois nenhum homem poderia fazer isso e viver. Havia um limite, Moisés chegou nele. “Disse mais o Senhor: Eis aqui um lugar junto a mim; aqui, sobre a penha, te porás” (v21). O limite era “junto a mim”.

Porque não vamos ao limite de Deus para nós? Você já perguntou para Deus onde é esse limite? Deseja ir no limite de Deus para sua vida? Você já conheceu o peso da glória do Senhor?

Quando acaba a construção do tabernáculo a glória do Senhor encheu o lugar, tanto que Moisés não podia entrar na tenda da revelação (Ex 40:34). Muito tempo depois do tabernáculo, na inauguração do templo, enquanto o povo louvava com cantos e instrumentos musicais, a nuvem, com a glória do Senhor, encheu a casa de Deus e nem os sacerdotes puderam ficar de pé (II Cr 5:12-14).

Você tem coragem de ir ao limite de Deus? Tem coragem de entregar tua vida à Ele? Ou vai ficar alheio? Quer conhecer o limite de Deus para sua vida ou já está conformado? Desejas uma revolução em sua vida?

O que é necessário para atrair a glória de Deus?

HUMILDADE
O grande e poderoso rei Salomão, colocou-se na presença do Senhor e estendeu as mãos… estando de joelhos.
“Sucedeu pois que, acabando Salomão de fazer ao Senhor esta oração e esta súplica, estando de joelhos e com as mãos estendidas para o céu, se levantou de diante do altar do Senhor” (I Rs 8:54).

QUEBRANTAMENTO
Ninguém atrai a glória de Deus sem se quebrantar diante dEle.
“Perto está o Senhor dos que têm o coração quebrantado, e salva os contritos de espírito” (Sl 34:18)
“...ao coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus” (Sl 51:17)

SANTIDADE
“Eis que a mão do Senhor não está encolhida, para que não possa salvar; nem surdo o seu ouvido, para que não possa ouvir; mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados esconderam o seu rosto de vós, de modo que não vos ouça” (Isaías 59:1-2).

UNIDADE
Na unidade o Senhor ordena a benção.
”Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união! É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desceu sobre a barba, a barba de Arão, que desceu sobre a gola das suas vestes; como o orvalho de Hermom, que desce sobre os montes de Sião; porque ali o Senhor ordenou a bênção, a vida para sempre” (Sl 133:1-3).
Site MANT Belém

2 comentários:

Marina disse...

Palavra vinda do trono de Deus!!! Fui tocada por Deus nela.

Mas filhos,O que é necessário para atrair a glória de Deus?

pensem nisso e releiam o texto. Vamos conversar sobre ele.

Povo do avivamento do Paraaaaaaaá ou melhor Belémmmmmm obrigada pela fonte q acabam sendo. Deus continue abençoando a vida de cada um de vcse alargando a tenda sempre.
PAZ!

vanessa morgado disse...

achei muito edificante o texto que continue te abençoando

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP