terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

O caminho de volta ao paraíso

“Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” (Romanos 3:23).

Durante nossa caminhada somos confrontados e tentados, caímos em tentação, nos desviamos dos caminhos do Senhor. Muitas vezes chegamos até a duvidar das promessas de Deus para a nossa vida, deixando nossas emoções, nossos sentimentos e o nosso coração falarem mais alto, concebendo assim, de uma forma sutil, o pecado.

“E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela.

Então foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; e coseram folhas de figueira, e fizeram para si aventais” (Gênesis 3:6-7).


O resultado da desobediência foi a expulsão de Adão e Eva do paraíso, perdendo a comunhão com o Senhor.

O que podemos fazer para que isso não venha acontecer em nossas vidas:

- Não dê ouvido ao inimigo, para que ele não venha colocar dúvidas no seu coração.
- Não se relacione com o inimigo, para que ele não venha suscitar dúvidas no seu entendimento.
- Não deixe sua alma dominar sobre o espírito.
- Não duvide das palavras de Deus.
- Não desobedeça as ordens de Deus (rebelião).
- Não procure ser independente do Senhor.
- Não se ache auto-suficiente.
- Não quebre o elo entre você e Deus.

Podemos observar durante todos os dias o resultado do domínio das emoções sobre nossas vidas, onde as pessoas deixam sua alma falar mais alto que o espírito. Ora, se o Espírito se comunica com Deus é quebrado o elo entre nós e Deus. Quando deixamos a nossa alma dominar sobre o espírito abrimos uma brecha para que o inimigo domine sobre nossas ações e com isso pecamos contra o Senhor. Devemos crucificar o nosso eu, para que possamos seguir a Jesus.

“Porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua descendência e a sua descendência; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar” (Gênesis 3:15).

Deus fez a promessa da vinda do Messias para a nossa libertação, a volta para a comunhão com o Senhor.

“E, quando vós estáveis mortos nos pecados, e na incircuncisão da vossa carne, vos vivificou juntamente com ele, perdoando-vos todas as ofensas, havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz” (Colossenses 2:13-14).

“Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a sim mesmo, tome a sua cruz, e siga-me” (Mateus 16:24).


Jesus pagou o preço. Ele foi humilhado, espancado, crucificado e morto, para que nós tivéssemos nossa dívida resgatada. Para que pudéssemos voltar a ter comunhão com Deus. Deixe Jesus ser o senhor da sua vida. Volte para o paraíso!
Site MANT Belém

Nenhum comentário:

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP