terça-feira, 22 de abril de 2008

O poder de uma aliança*

Ser pai de uma multidão de nações era uma promessa agradável, porém desafiadora para o coração de um homem de idade avançada que acreditava não ser uma semente já que era casado com uma mulher estéril. Mas foi o próprio Deus, diante de Abraão, que firmou a aliança que mudaria nossa história. (Gn 17:1-8) Mais do que o próprio homem pudesse desejar o Senhor lhe prometeu a terra de Canaã e multiplicação para gerar nações inteiras.

No mundo dos negócios firmar uma aliança pressupõe uma junção de interesses e objetivos comuns. Nesse acordo é fundamental que as duas partes saiam ganhando. Só que mesmo buscando o equilíbrio entre as partes as alianças humanas estão longe de serem perfeitas. Porém o que torna a aliança de Deus perfeita é sua estrutura de amor, confiança e fidelidade onde a força da aliança ameniza o sacrifício do caminho para atingir os objetivos comuns. É uma união sem espaço para o egoísmo.

É a força e verdade dessa aliança que faz com que Ele cumpra sua palavra com todos nós, que herdamos a aliança feita com Abraão, da qual somos descendência. Desde aquele momento “o Senhor já vos tem multiplicado: e eis que já hoje em multidão sois como as estrelas dos céus. O Senhor Deus de vossos pais vos aumente, como sois, ainda mil vezes mais: e vos abençoe, como vos tem falado” (Dt 1:11) É uma promessa que sempre terá vigor para aqueles que guardarem seu princípio, que é andar na presença Dele (Gn 17:1) para sermos multiplicados grandissimamente.

*Terceira lição que antecipa a temática do Congresso de Avivamento e Prosperidade Financeira, que acontece de 30 de Maio a 1 de Junho ministrado pelo Pr. Rommhel Almeida, autor do livro Vida Abundante.
Site MANT Belém

Nenhum comentário:

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP