domingo, 25 de maio de 2008

O bom pastor


O Senhor é meu pastor, nada me faltará. Deitar-me faz em pastos verdejantes, guia-me mansamente a águas tranqüilas. Refrigera a minha alma, guia-me nas veredas da justiça por amor do seu nome. Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam. Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos; unges com óleo a minha cabeça, o meu cálice transborda. Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida, e habitei na casa do Senhor por longos dias. (Sl 23:1-6)

**Qualquer cristão conhece bem a frase que inicia esse famoso salmo. Nos adesivos dos ônibus, no pára-choque do caminhão, no quadro da parede, na bíblia aberta como enfeite da sala, no calendário, lá está: “O Senhor é meu pastor, nada me faltará”. Muitas vezes, de tão banalizada, chegamos a perder a essência dessas palavras.

Nesse trecho da Bíblia o salmista Davi expressa sua experiência, pois passou muitos anos de sua juventude pastoreando ovelhas, que são totalmente dependentes do pastor – fonte de provisão, direção e proteção.

Davi sabia que Deus, sendo seu pastor, cuidaria dele. Em todo o salmo as conjugações verbais são na primeira pessoa, reforçando que se trata de uma experiência pessoal do salmista com o Pai. No entanto, não significa que Deus nos dará tudo o que queremos, mas nos dará tudo o que precisamos. Mas isso só acontecerá se o Senhor for realmente o nosso pastor, ou seja, se ele estiver conduzindo as nossas vidas.

Um pastor só é pastor se tiver ovelhas. Quando se está comprometido como ovelha, para obedecer e seguir o Senhor, então Ele está comprometido conosco para cuidar de nós, e nos dar tudo o que for necessário.

A imagem de Deus como pastor é inesgotavelmente rica. Na palavra podemos identificar algumas como o bom pastor, em João 10.11, “eu sou o bom pastor, o bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas”. Também temos o grande pastor, em Hebreus 13.20, “ora, o Deus de paz, que pelo sangue do pacto eterno tornou a trazer dentre os mortos o nosso Senhor Jesus, grande pastor das ovelhas”. Ou ainda o sumo pastor, em 1 Pedro 5.4, “e, quando se manifestar o sumo pastor, recebereis a imarcescível coroa da glória”.

São demonstrações de que o pastor permanece com o seu rebanho. Suas ovelhas dependem totalmente dele quanto ao alimento, à água e à proteção de animais ferozes.

Para refletir: Você tem o Senhor como o seu Pastor? Entregou sua vida a Ele? Você é dependente Dele?
Oração: Como uma ovelha dependente e carente entregue sua vida ao Bom Pastor.
Site MANT Belém

Nenhum comentário:

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP