sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

A doutrina do Espírito Santo

No ano da plenitude do Espírito Santo nada mais oportuno que conhecer quem nos dará a plenitude, que é o estado do que é pleno; completo; preenchimento; inteireza; perfeição.

Se a plenitude é o resultado de complementar significa que ao final teremos algo concluído, em que não falta nada do que deve ter; é total, integral. Espiritualmente é esse o desejo do Pai para com aqueles que são chamados. Aqueles que foram chamados não apenas para serem salvos, mas para trabalhar em favor da obra do Senhor.

Era assim no começo da Igreja primitiva descrita em Atos. Unidos por um único objetivo, em comum acordo, os grupos adotaram o sistema de comunhão, quando vendiam propriedades, revertendo os valores para a Igreja. Assim, não faltaria nada para ninguém.

Nem todos compreenderam o sentido dessa comunhão. Foi o caso de Ananias. “Disse, então, Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo e retivesses parte do preço da herdade? Guardando-a, não ficava para ti? E, vendida, não estava em teu poder? Por que formaste este desígnio em teu coração? Não mentiste aos homens, mas a Deus”. (At 5.3:4)

É essencial que os crentes reconheçam a importância do Espírito Santo no plano divino da redenção. Sem a presença do Espírito Santo neste mundo, não haveria a criação, o verso, nem a raça humana. “A terra, porém, estava sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava por sobre as águas”. (Gn 1:2) (Jó 26:13; 33:4; Sl 104:30).

Sem o Espírito Santo não teríamos a Bíblia. “Porque nunca, jamais qualquer profecia foi dada por vontade humana; entretanto, homens [santos] falaram da parte de Deus, movidos pelo Espírito Santo”. (2 Pe 1:21). Nem o Novo Testamento. “Mas o Consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito”. (Jo 14.26)

“Mas Deus no-lo revelou pelo Espírito; porque o Espírito a todas as coisas perscruta, até mesmo as profundezas de Deus. e nenhum poder para proclamar o evangelho”. (1 Co 2:10) Sem o Espírito Santo, não haveria fé, nem novo nascimento, nem santidade e nenhum cristão neste mundo (v1.8).

Continua>>
Site MANT Belém

Nenhum comentário:

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP