sábado, 10 de janeiro de 2009

Para onde aponta a bússola?

Bússola é um utensílio que abriga uma agulha magnética móvel em torno de um eixo. Sua montagem tem como objetivo a orientação. Não importa onde a pessoa esteja; a agulha sempre apontará para o norte; para o grande pólo. Dessa forma não há como se perder. Isso, com uma única e crucial exceção. Quando a bússola entra em contato com um ímã seu centro de gravidade é alterado. Logo, uma bússola imantada não orienta ninguém.

De forma semelhante as pessoas também podem ser como bússolas, na vida espiritual. A diferença é que temos o poder de decisão se queremos ou não apontar para o norte, virar ou não virar, obedecer ou não obedecer á direção de Deus.

(Números 9:21-23)
“Porém, outras vezes a nuvem ficava desde a tarde até a manhã, e quando ela se alçava pela manhã, então partiam; quer de dia quer de noite alçando-se a nuvem, partiam. Ou, quando a nuvem sobre o tabernáculo se detinha dois dias, ou um mês, ou um ano, ficando sobre ele, então os filhos de Israel se alojavam, e não partiam; e alçando-se ela, partiam.

Segundo a ordem do SENHOR se alojavam, e segundo a ordem do SENHOR partiam; cumpriam o seu dever para com o SENHOR, segundo a ordem do SENHOR por intermédio de Moisés”.

Mais do que a manutenção de sombra a nuvem representava sobrevivência para o povo que fazia a travessia pelo deserto. Quem se desviasse dela estaria exposto ao sol escaldante; iria padecer no deserto. Por trás da nuvem estava o próprio Deus, que dava as coordenadas corretas para que seguissem ou parassem.

Como uma bússola deixa de apontar para o norte?

Medo (Juízes 6:11-16)
“Então o anjo do SENHOR veio, e assentou-se debaixo do carvalho que está em Ofra, que pertencia a Joás, abiezrita; e Gideão, seu filho, estava malhando o trigo no lagar, para o salvar dos midianitas. Então o anjo do SENHOR lhe apareceu, e lhe disse: O SENHOR é contigo, homem valente.

Mas Gideão lhe respondeu: Ai, Senhor meu, se o SENHOR é conosco, por que tudo isto nos sobreveio? E que é feito de todas as suas maravilhas que nossos pais nos contaram, dizendo: Não nos fez o SENHOR subir do Egito? Porém agora o SENHOR nos desamparou, e nos deu nas mãos dos midianitas.

Então o SENHOR olhou para ele, e disse: Vai nesta tua força, e livrarás a Israel das mãos dos midianitas; porventura não te enviei eu? E ele lhe disse: Ai, Senhor meu, com que livrarei a Israel? Eis que a minha família é a mais pobre em Manassés, e eu o menor na casa de meu pai”.

Uma bússola perde a utilidade por causa do medo, da dúvida, questionamento, falta de fé, incerteza no cumprimento do chamado. É uma agulha que, estagnada, aponta para o lugar errado.

Teimosia (Jonas 1:1-3 e 17)
“E veio a palavra do SENHOR a Jonas, filho de Amitai, dizendo: Levanta-te, vai à grande cidade de Nínive, e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até à minha presença. Porém, Jonas se levantou para fugir da presença do SENHOR para Társis. E descendo a Jope, achou um navio que ia para Társis; pagou, pois, a sua passagem, e desceu para dentro dele, para ir com eles para Társis, para longe da presença do SENHOR.

... Preparou, pois, o SENHOR um grande peixe, para que tragasse a Jonas; e esteve Jonas três dias e três noites nas entranhas do peixe”.

Mesmo diante de uma orientação de Deus as pessoas podem preferir a teimosia, pois ouvem, mas não fazem. Padecer é a consequência para quem está fora da direção. Nínive era uma cidade “dura” para pregar o evangelho, mas a orientação estava dada. Para os desobedientes sempre há um peixe grande, e muitos preferem ser engolidos a fazer a coisa certa.

Impaciência (I Samuel 13:5-9)
“E os filisteus se ajuntaram para pelejar contra Israel... Vendo, pois, os homens de Israel que estavam em apuros (porque o povo estava angustiado), o povo se escondeu pelas cavernas, e pelos espinhais, e pelos penhascos, e pelas fortificações, e pelas covas....

E esperou Saul sete dias, até ao tempo que Samuel determinara; não vindo, porém, Samuel a Gilgal, o povo se dispersava dele. Então disse Saul: Trazei-me aqui um holocausto, e ofertas pacíficas. E ofereceu o holocausto.

Antes das batalhas, para que a proteção de Deus estivesse com eles, eram oferecidos sacrifícios ao Senhor para que fossem abençoados. Impaciente, Saul decidiu fazer algo que só era permitido ao sacerdote. Pela impaciência enfrentamos batalhas, desprotegidos da bênção, para cair nas mãos dos inimigos.

O SENHOR É O NORTE. APONTE PARA ELE!

“A Ti, SENHOR, levanto a minha alma. Deus meu, em ti confio, não me deixes confundido, nem que os meus inimigos triunfem sobre mim. Na verdade, não serão confundidos os que esperam em ti; confundidos serão os que transgridem sem causa. Faze-me saber os teus caminhos, SENHOR; ensina-me as tuas veredas. Guia-me na tua verdade, e ensina-me, pois tu és o Deus da minha salvação; por ti estou esperando todo o dia”. (Salmos 25:1-5)
Site MANT Belém

Nenhum comentário:

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP