quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Meus olhos

Que tipo de olhar é o seu? O que você anda olhando? Tudo o que enxergamos é fruto da tradução, feita pelo cérebro, dos estímulos luminosos que atingem os nossos olhos. Uns afirmam: “Estou apenas olhando!” Outros: “Não posso nem olhar mais?” E alguns: “Eu sei me controlar!

Foi num simples olhar para o fruto proibido que o homem começou a se afastar de Deus. Após a “olhadinha” a serpente completou o serviço: “Porque Deus sabe que no dia em que comerdes desse fruto, vossos olhos se abrirão, e sereis como Deus, conhecendo o bem e o mal... Então foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; pelo que coseram folhas de figueira, e fizeram para si aventais" (Gn.3:5 e 7).

O inimigo sempre soube do poder de um olhar. A mídia investe milhões em arte visual, novelas, filmes, revistas, fotografia... O nosso cotidiano é invadido de imagens sensuais. O inimigo continua nos tentando pelos olhos. O mesmo adversário que “anda em derredor, rugindo como leão, e procurando a quem possa tragar” (I Pe 5:8).

Se vale o ditado de que os olhos são as janelas da alma, mais ainda a Palavra ao afirmar que, para olhos bons, corpo com luz e para olhos maus, corpo tenebroso (Mt 6:22-23). É necessário se livrar da atitude, do ato contínuo que conduz ao erro, pois “se teu olho te fizer tropeçar, arranca-o, e lança-o de ti; melhor te é entrar na vida com um só olho, do que tendo dois olhos, ser lançado no inferno de fogo” (Mt 18:9).

Um olhar fala muito
“Para te guardarem da mulher má, e das lisonjas da língua da adúltera. Não cobices no teu coração a sua formosura, nem te deixes prender pelos seus olhares. Porque o preço da prostituta é apenas um bocado de pão, mas a adúltera anda à caça da própria vida do homem” (Pv 6:24-26).

“Eu, porém, vos digo que todo aquele que olhar para uma mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela” (Mt 5:28).

O olhar do rei Davi
Durante um passeio pelo terraço da casa real Davi viu uma linda mulher se lavando. Era Bate-Seba, casada, esposa de Urias, o heteu (II Sm 11:2). Foi o típico olhar que acaba com muitos casamentos. Daí pra frente foi uma sequência de pecados: Engravidou a mulher do empregado; mentiu várias vezes e mandou matar o marido da amante.

Como consequência vieram os decretos de maldições, na mesma medida dos atos: a violência não se apartaria daquela casa, a morte do primogênito e sua descendência lhe tomando as esposas (II Sm 12:9-10) (II Sm 12:14, 19)

A separação de Abrão e Ló
Diante da prosperidade de ambos, para evitar contendas entre os funcionários (pastores de gado), cada um partiria para um lado.

Ló e seus olhos
Ló pôde escolher primeiro.“Então Ló levantou os olhos, e viu toda a planície do Jordão, que era toda bem regada (antes de haver o Senhor destruído Sodoma e Gomorra), e era como o jardim do Senhor, como a terra do Egito, até chegar a Zoar”, (Gn 13:10). Ló começou na planície do Jordão, mas na condição de nômade foi armando suas tendas chegar a Sodoma.

O currículo de Sodoma e Gomorra era o pior possível: homens maus e grandes pecadores contra o Senhor. “Porquanto o clamor de Sodoma e Gomorra se tem multiplicado, e porquanto o seu pecado se tem agravado muito” (Gn. 13:20). Por isso o Senhor resolve destruir as cidades, abrindo exceção para a família de Ló.

A recomendação foi para saírem as pressas “... escapa-te, salva tua vida; não olhes para trás de ti, nem te detenhas em toda esta planície; escapa-te lá para o monte, para que não pereças” (Gn 10-17). Aquela família era comandada pelo olhar e não pela obediência. Foi pelo olhar que foram parar em Somoda e agora Deus pede para serem curados, ou seja não olharem mais para Sodoma. (Ao lado: foto recente da região, coberta de sal)

Os olhos da mulher de Ló
Deus fez chover do céu enxofre e fogo sobre Sodoma e Gomorra, destruindo toda a planície. “Mas a mulher de Ló olhou para trás e ficou convertida em uma estátua de sal” (Gn 19:26).

O olhar da mulher. A frase “olhou para traz”, em hebraico significa literalmente “demorou-se”, denotando a tristeza por ver o que satisfazia os desejos dos olhos sendo destruídos. Olhar em hebraico é “nabat”. Também significa “contemplar, mostrar consideração a, prestar atenção”. Não fala de alguém que olhou por curiosidade. Fala de alguém que tinha seu coração preso ao que deixou. Não faça escolhas apenas pelos olhos! Observe a Palavra.

“E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus” (Rm 12:2).

“Portanto, nós também, pois estamos rodeados de tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com perseverança a carreira que nos está proposta, fitando os olhos em Jesus, autor e consumador da nossa fé, o qual, pelo gozo que lhe está proposto, suportou a cruz, desprezando a ignomínia, e está assentado à direita do trono de Deu” (Hb 12:2).

“Levantai os vossos olhos, e vede os campos, que já estão brancos para a ceifa" (João 4.35b).

Site MANT Belém

Nenhum comentário:

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP