sábado, 25 de abril de 2009

Espadas são para matar

Por John Piper

Nos tempos do Novo Testamento espadas não eram para cavar, raspar ou desossar. Elas eram para matar. A única razão pela qual Pedro cortou a orelha de Malco foi porque errou (João 18:10).

Mas Herodes não errou: “Ele matou Tiago, irmão de João, com a espada” (Atos 12:2).

Muitos santos sentiram toda a força da espada: “Eles foram apedrejados, foram serrados em dois, eles foram mortos com a espada” (Hebreus 11:37). Então foi e será: “Se alguém matar à espada, necessário é que seja morto à espada” (Apocalipse 13:10).

É para isso que elas são feitas. Então, quando Paulo chamou a palavra de Deus de “espada do Espírito” em Efésios 6:17, estava sendo sério — algo deveria ser colocado à morte. E não eram pessoas. Cristãos não matam pessoas para espalhar a sua fé; nós morremos para espalhar a nossa fé.

A ligação na mente de Paulo é dada em Romanos 8:13.

Se pelo Espírito mortificamos as obras da carne, nós viveremos.

A palavra de Deus é a espada do Espírito. A espada é para matar. E pelo Espírito pomos à morte nossos atos pecaminosos. Assim, concluo que o modo de matar os nossos pecados é com a espada do Espírito, a palavra de Deus.

Todas as tentações para o pecado têm poder através da mentira. Elas são “enganadores desejos” (Efésios 4:22). Dizem-nos que o prazer do pecado vale a pena. O golpe mortal contra essas mentiras é o poder da verdade de Deus. Daí, a espada do Espírito, a Palavra de Deus, é a arma para usarmos.

Como John Owen disse, “Mate o pecado, ou ele irá matar você”. É para isso que as espadas são feitas, especialmente a Bíblia.

Fonte: "Swords Are for Killing" de John Piper, pastor da Igreja Batista Betlehem, em Minneapolis (EUA). Em Desiring God.

Site MANT Belém

Nenhum comentário:

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP