sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Restaurando a visão profética

“E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões” (Joel 2:28).

A Palavra ensina que nós somos resultado daquilo que falamos, já que aquilo que profetizamos com a boca se cumpre no mundo espiritual. Não foi a toa que Deus disse ao profeta Ezequiel que deveria profetizar sobre o vale de ossos secos, para mostrar o poder da Palavra e a necessidade de ter uma visão profética (Ezequiel 37).

Deus é quem patrocina os sonhos. Por isso precisamos ter visão para acompanhar os propósitos do Senhor. Para ser um pai de multidões Abraão precisou ter visão. Isaque precisou de visão para prosperar em meio a crise. O mesmo aconteceu com Josué, que tinha um papel dentro do projeto de Deus, que era de fazer o povo alcançar a promessa.

Os olhos são os símbolos maiores da visão. Foi através do olhar que a humanidade começou a transgredir princípios e se afastar de Deus:

“E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela.

Então foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; e coseram folhas de figueira, e fizeram para si aventais”
(Gênesis 3:6-7).

Eva lembrava muito bem das palavras de Deus, quando disse que poderiam comer frutos de todas as árvores, menos daquela, pois isso os levaria a morte. Mas olhando para a árvore e recebendo uma proposta diferente o fruto passou a ser desejável a ela. Pareceu mais atraente a proposta de ter o entendimento despertado, mediante a desobediência. Desde esse momento a humanidade teve a visão deturpada.

Os olhos tem importante função:

“A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz; se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes serão tais trevas!” (Mateus 6:22-23).

Para ter visão restaurada é necessário ter o olhar corrigido. Essa é tarefa para o Espírito Santo, logo precisamos ser plenos do Espírito. A ação não é nossa já que é o Espírito quem convence o homem do pecado, da justiça e do juízo (João 16:8).

O profeta Isaías tinha ciência de seus pecados e assim como os lábios também teve a visão santificada:

“Então disse eu: Ai de mim! Pois estou perdido; porque sou um homem de lábios impuros, e habito no meio de um povo de impuros lábios; os meus olhos viram o Rei, o Senhor dos Exércitos” (Isaías 6:5).

Mesmo sendo duro, envolvido em impureza ele teve a felicidade de ver o Senhor quando a visão foi santificada. Nossa visão está restaurada quando vemos quem é Deus de fato em nossa vida.

Sendo assim, ao invés de olhar para aquilo que torna o corpo tenebroso devemos ter o desejo ardente de ver o Senhor.
Site MANT Belém

Nenhum comentário:

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP