quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Consolo nas tribulações

Jesus nos consola. Se precisamos de consolo é porque passamos por tribulações. É no momento de tribulação que transparece a nossa necessidade de receber cuidados. O consolo vem do Senhor:

(II Coríntios3-5)


“Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação;

que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, com a consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus.

porque, como as aflições de Cristo são abundantes em nós, assim também é abundante a nossa consolação por meio de Cristo”
.


Isso nos faz refletir sobre as funções das tribulações em nossas vidas. A tribulação, de acordo com essa palavra, funciona como um treinamento, para que, mais adiante possamos abençoar os outros para serem também consolados pelo Senhor.

Quando chega a tribulação Ele nos instrui a suportá-la com paciência: “Mas, se somos atribulados, é para vossa consolação e salvação é; ou, se somos consolados, para vossa consolação e salvação é, a qual se opera suportando com paciência as mesmas aflições que nós também padecemos” (v6).

Ele diz com isso que a tribulação não é para nos trazer desespero. Pelo contrário, isso vem para forjar o caráter Dele em nós. O Senhor não permite que a tribulação exceda nem um milímetro do nosso limite: “E a nossa esperança acerca de vós é firme, sabendo que, como sois participantes das aflições, assim o sereis também da consolação” (v7).

A tribulação não vem para destruir, nem é apenas consequência de pecados. Ela serve no entanto para nos tirar da zona de conforto. Vem também para que possamos conhecer melhor a Deus.

Tribulações também nos levam ao amadurecimento, trazendo perseverança e gerando em nós um espírito indesistível.

“E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência, e a paciência a experiência, e a experiência a esperança e a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado” (Rm 5:3-5).

As tribulações também vem para nos santificar. Até Cristo passou por tribulações: “Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo” (Mt 4:11).

Não importa qual seja o tipo de tribulação desde que estejamos convictos de que “... todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” (Rm 8:28).

As tribulações, acompanhadas do consolo, são para aqueles que Deus chama para o seu propósito. A consolação vem através da palavra de Deus.

“Porque tudo o que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que pela paciência e consolação das Escrituras tenhamos esperança” (Rm 15:4).
Site MANT Belém

Um comentário:

Dani Chagas disse...

Na tribulação fico mais perto de Deus. Lembro qdo Jesus mandou os discípulos atravessarem o mar e de repente veio a tempestade. Jesus estava lá. Os discipulos chamaram Jesus. Na tribulação sempre chamamos Jesus.
Sempre dou graças a Deus pelas tribulações. Cresço com elas.
Cresço tbm qdo passo por aqui e vejo textos tão abençoados!

Jesus abençoe esse ministério!!

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP