domingo, 1 de novembro de 2009

Vontade, atitude e pensamento

“Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida” (Pv 4:23).

O coração é símbolo da parte emocional do indivíduo, com nossos afetos, sentimentos e paixões. O nosso espírito é a parte que se comunica com o Espírito Santo, mas a alma, que realiza as vontades, decide seguir ou não o espírito.

A Palavra diz que devemos guardar o coração. E por que guardar? Porque dele depende a nossa vida, por causa das decisões que vamos tomar. É também usando quando descobrimos como está o nosso relacionamento com Deus. E de que forma guardá-lo?

Uma delas é guardando a minha boca, como diz a Palavra: “Desvia de ti a falsidade da boca, e afasta de ti a perversidade dos lábios” (v24). É fundamental medir e tomar cuidado com as palavras e pedir: “Põe, ó Senhor, uma guarda à minha boca; guarda a porta dos meus lábios” (Sl 141:3).

Quando Davi se encantou por Bate-Seba, que era casada com um de seus servos, fez de tudo para esconder o adultério. Como última saída ele resolveu ordenar que Urias, o marido traído, ficasse na fileira dianteira na batalha.

Não podemos abrir os lábios para amaldiçoar ou matar. “Então Davi mandou dizer a Joabe: Envia-me Urias o heteu... e, saindo os homens da cidade, e pelejando com Joabe, caíram alguns do povo, dos servos de Davi; e morreu também Urias, o heteu” (II Sm 11:6 e 17).

Foi numa tarde, andando pelo terraço, que Davi viu Bate-Seba se lavando, e seus problemas começaram. Também precisamos tomar cuidado com o que nós vemos. “Os teus olhos olhem para a frente, e as tuas pálpebras olhem direto diante de ti” (Pv 4:25).

“Portanto, se o teu olho direito te escandalizar, arranca-o e atira-o para longe de ti; pois te é melhor que se perca um dos teus membros do que seja todo o teu corpo lançado no inferno” (Mt 5:29).

Davi não pensou nas atitudes. “... enviou Davi mensageiros, e mandou trazê-la; e ela veio, e ele se deitou com ela (pois já estava purificada da sua imundícia); então voltou ela para sua casa” (II Sm 11:4). Por isso precisamos andar nos caminhos de Deus.


“Pondera a vereda de teus pés, e todos os teus caminhos sejam bem ordenados! Não declines nem para a direita nem para a esquerda; retira o teu pé do mal” (Pv 4:26-27).
Site MANT Belém

Nenhum comentário:

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP