segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Tempo de santidade

“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu” (Eclesiastes 3:1).

Há tempo para todas as coisas. A cultura helênica tinha duas palavras para definir o tempo. O “crônos”, que significa o tempo linear, contínuo e matematicamente contado no relógio – o tempo do cronômetro.

Também há o tempo “kairós”, que é o tempo oportuno, que tem a ver com as portas e oportunidades que se abrem em certos momentos da vida e se fecham em outros.

Há tempo para todas as coisas. Também para a santidade. O termo hebraico para santo (qadash) surgiu de um conceito primitivo de separação ou remoção do sagrado do profano.

Deus usa a palavra “santo” para descrever muitas coisas e atividades separadas para adoração. Essa palavra trás o significado de algo que é “separado”, ou “fora do uso comum”. Por isso o homem santo não se envolve e nem se mistura com todas as coisas.

Isso nos ajuda a fazer a vontade do Senhor: “... a vontade de Deus é a vossa santificação” (I Ts 4:3a).

Antigamente os sacerdotes usavam uma roupa especial, que incluía a mitra - uma espécie de turbante. Usando vestes especiais o sacerdote oferecia sacrifícios pelos outros. Para esse momento havia uma orientação específica:

“Também farás uma lâmina de ouro puro, e nela gravarás como as gravuras de selos: SANTIDADE AO SENHOR”.

E atá-la-ás com um cordão de azul, de modo que esteja na mitra, na frente da mitra estará;

e estará sobre a testa de Arão, para que Arão leve a iniqüidade das coisas santas, que os filhos de Israel santificarem em todas as ofertas de suas coisas santas; e estará continuamente na sua testa, para que tenham aceitação perante o Senhor”
(Ex 28:36-38).

Aquela deveria estar na testa continuamente. Com a crucificação de Cristo o véu do templo se rasgou. Agora somos sacerdotes que precisam ser marcados pela santidade todos os dias.

Antes de pisar em terra santa, por orientação de Deus, Moisés precisou tirar as sandálias (Ex 3:5). Nós também precisamos sair de uma vida normal, tranquila, pois o Senhor nos chamou para sermos espirituais, sobrenaturais, separados.

A santidade pode ser aperfeiçoada, através de exercício diário. “Ora, amados, pois que temos tais promessas, purifiquemo-nos de toda a imundícia da carne e do espírito, aperfeiçoando a santificação no temor de Deus” (II Co 7:1).

Santidade precede a bênção. “Santificai-vos, porque amanhã fará o Senhor maravilhas no meio de vós” (Josué 3:5). Sem santidade não podemos ver o Senhor. A parte de Deus é fazer grandes coisas e a nossa é buscar a santificação. Isso acontece quando nos despojamos do velho homem para nos revestir do novo homem" (Ef 4:22-24).

É TEMPO DE...


Vivermos diferentes
Sermos cheios do Espírito Santo
Mudança radical de vida
Mudança de caráter
É tempo de deixar as velhas práticas, os velhos hábitos
É tempo de perseguirmos a santidade, como um policial perseguindo um ladrão, numa corrida desesperada, onde não há pausa
É tempo de mudança de vida
É tempo de santidade
Você tem um chamado e é para a santiadade

Se posicione hoje!
Site MANT Belém

Nenhum comentário:

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP