quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Não duvide da palavra de Deus

“Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” (Romanos 3:23).

Em nossa caminhada com o Senhor somos confrontados o tempo todo. Constantemente o inimigo nos oferece opções semelhantes ao fruto que atraiu a atenção de Eva no Jardim do Éden. Puxando conversa a serpente, a mais astuta dos animais daquele campo disse à mulher:


“É assim que Deus disse: Não comereis de toda a árvore do jardim? E disse a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim comeremos, mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis para que não morrais.

Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal” (Gênesis 3:1-5).
Logo em seguida ela decide comer o fruto, de aparência agradável, e deu também ao seu marido. Com isso os seus olhos e perceberam que estavam nus. Isso lhes custou a expulsão do jardim e a perda da comunhão com Deus.

Esta foi a consequência por Eva ter dado ouvidos ao inimigo. Quando começa a ouvir passou também a ter um relacionamento. Essa é a estratégia do inimigo para nos suscitar a dúvida.

Não deixe sua alma dominar sobre o espírito. “Certamente não morrereis diz a voz inimiga. Vira e mexe ouvimos palavras que mexem com o nosso intelecto, gerando a dúvida: “Será que Deus está me enganando?”

Fomos feitos à imagem e semelhança de Deus. Imagem é aquilo que reflete. Fomos feitos com o caráter de Deus. Mas que imagem temos refletido para as pessoas? Temos que refletir aquilo que é característico de Deus: amor, verdade, pureza... Aquilo que Jesus foi durante sua caminhada na terra é a imagem de Deus e devemos buscar isso também.

O objetivo do Senhor, mandamento principal, é que o amemos com todo o nosso entendimento. Ele não queria que nenhum filho lhe amasse por medo de ser castigado, para receber algo, ou para não ir para o inferno. Foi por isso que Ele nos deu o livre arbítrio.

Não duvide da Palavra de Deus, nem tente ser independente Dele. Nossa alma deve estar sempre sob controle, através de oração, estudo da Palavra, jejuns... A alma deve ser colocada em seu devido lugar – sob controle de Deus. Devemos matar o nosso “eu” para que a alma não cresça e mate o nosso espírito.

Enquanto lançava castigo para o homem e a serpente, revelando que os dois eram inimigos, Deus fez a maior de suas promessas. Era a promessa de que da descendência daquela mulher viria o Messias (v15), o caminho para podermos ver a glória de Deus e rasgaria a nossa dívida na cruz.

Para controlar a alma devemos fazer o que está lá em Mateus 16:24 - “Negue-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me”. A dúvida nos tira a vontade de servir a Deus. Jesus pagou um alto preço na cruz. Pague o preço também e faça a sua parte – confiar em Deus.
Site MANT Belém

Nenhum comentário:

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP