quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Postura em tempos de crise

"Então Elias, o tisbita, dos moradores de Gileade, disse a Acabe: Vive o Senhor Deus de Israel, perante cuja face estou, que nestes anos nem orvalho nem chuva haverá, senão segundo a minha palavra" (I Reis 17:1).

Em tempos de crise é necessário ter uma postura. Na época que essa passagem bíblica relata Israel estava em situação complicada, de decadência espiritual. A palavra relata que os homens levantados para dirigir a nação fizeram o que era mal aos olhos do Senhor. Ainda assim Acabe conseguiu superar os pecados do pai e aqueles que o sucederam.

Uma de suas principais falhas foi se casar com Jezabel, que usurpou seu sacerdócio. Essa não deve ser a postura de um homem de Deus. Para se manter íntegro em tempos de crise é necessário:

1) Andar na presença de Deus:
Naqueles tempos o auge era Baal. A adoração a Deus estava banalizada pelo povo. Mas nossa postura deve ser como a de Elias, pois não servia da boca para fora. Na vida dele o Senhor era o Deus em cuja presença ele estava.

2) Não ser conivente com o pecado:
"Então Elias se chegou a todo o povo, e disse: Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o Senhor é Deus, segui-o, e se Baal, segui-o. Porém o povo nada lhe respondeu" (cap 18:21).
O povo havia abandonado os mandamentos do Senhor e seguido deuses estranhos. Em muitas situações teremos que lidar e mexer com costumes das pessoas, pois não dá para ficar em cima do muro. A palavra chave do ministério de Jesus é o arrependimento, pois seu reino está chegando. Hoje continuamos espalhando essa mensagem, para afastar o pecado do povo.

3) Restauração do altar de Deus:
"Então Elias disse a todo o povo: Chegai-vos a mim. E todo o povo se chegou a ele; e restaurou o altar do Senhor, que estava quebrado. E Elias tomou doze pedras, conforme ao número das tribos dos filhos de Jacó, ao qual veio a palavra do Senhor, dizendo: Israel será o teu nome. E com aquelas pedras edificou o altar em nome do Senhor; depois fez um rego em redor do altar, segundo a largura de duas medidas de semente" (v30-32).

Não há mudança sem uma postura de arrependimento, sem a manifestação da presença de Deus. O avivamento acontece quando se restaura o altar. No Novo Testamento, em Pentecostes, com poucas palavras houve o arrependimento de cerca de 3 mil pessoas, por causa da manifestação da glória de Deus.

4) Fé inabalável:
"Então invocai o nome do vosso deus, e eu invocarei o nome do Senhor; e há de ser que o deus que responder por meio de fogo esse será Deus. E todo o povo respondeu, dizendo: É boa esta palavra" (v24).

Elias tinha convicção do que Deus iria fazer. Não volte, não retroceda. É necessário que a fé permaneça inabalável, mesmo em tempos de incredulidade.

5) Orar por restituição:
Tudo está sujeito ao poder de Deus, tanto para fazer chover quanto parar de chover. É a palavra de restituição que muda as circunstâncias. É a palavra que você liberar, enquanto homem e mulher de Deus, a palavra profética, que vai mudar o tempo e as circunstâncias.
Site MANT Belém

Nenhum comentário:

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP