sábado, 31 de janeiro de 2009

Crônica – Eu? Amar ao próximo?

Aqui em Belém é difícil falar de outro assunto nesses dias. São multidões vindas de todos os cantos do mundo, reunidas por um motivo em comum. Para participar do FSM não é preciso ter mestrado nem doutorado em nenhuma das ciências sociais, pois as pessoas acreditam que são iguais mesmo sendo diferentes. O motivo para tudo isso: reunir propostas para um mundo melhor.

Não é de hoje que buscamos esse sonho, que muitos chamam de utopia. Sonhar não é proibido, afinal, quem poderia impedir? Desde crianças acompanhamos nos livros de História as trajetórias de pessoas que sonharam, não apenas sonhos individuais. Elas sonharam os anseios de muitos e tomaram atitudes. Nem sempre foram compreendidas, nem viveram para ver a concretização de seus propósitos. Mesmo assim elas deixaram suas marcas no mundo.

Um pensamento, uma ideologia, um gesto. São suficientes para deixar sementes, na tentativa de construir o esperado mundo melhor. É por essas e outras que lembramos de pessoas como Chico Mendes, Mahatma Gandhi, Martin Luther King ou anônimos como a estudante Jan Rose Kasmir que “enfrentou” soldados americanos com uma delicada flor nas mãos, durante um protesto anti-Vietnã. Foi uma ousadia que teve reflexos na mudança da opinião pública daquele país em relação a guerra. Antes de Gandhi quem poderia cogitar a possibilidade de lutar segundo o princípio da não-agressão?

Nem sempre buscamos atingir essa delicadeza. Nem todas as propostas para um mundo melhor “pegam”. Todas as pessoas citadas acima são consideradas loucas, tolas, utópicas. Afinal elas plantaram sementes, cujos frutos não nascem imediatamente.

Se foi assim com eles imagine com o maior “louco” que passou por esse mundo? Ele se antecipou a todos os fóruns mundiais, com a mais louca e descabida proposta de todos os tempos: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo” (Mt 22:39).

Na época Jesus foi apenas um louco. Hoje é um ilustre louco. Ilustre porque Jesus é “pop”. Não há lugar em que passemos sem ver uma referência Aquele que morreu na cruz. Sua imagem está enfeitando a sala, no adesivo do ônibus, no vidro dos carros, nas camisas, pendurado nos pescoços, para lá e para cá. Mas e o “ama teu próximo”? Não era um: “por favor, de vez em quando tente amar teu próximo”. É um mandamento: “ama”.

Quem ama o que mendiga no meio da rua? Quem ama a criança que encosta na janela do carro? Quem ama os analfabetos? Quem ama os moradores das palafitas urbanas? Quem ama os ladrões e assassinos, que nunca foram amados enquanto eram apenas crianças miseráveis, semi ou analfabetas, obrigadas a trabalhar desde cedo?

Quem ama o idoso que tenta pegar o ônibus? Quem ama o passageiro do ônibus que aguarda horas nas paradas? Mas quem ama os cobradores e motoristas de ônibus, que recebem palavrões em troca de suas falhas? Quem ama o usuário de call-center, que sofre horas na linha? Mas quem ama o atendente, que também é um assalariado, obrigado a dar respostas mecânicas e insensíveis? Quem ama o professor brasileiro? Mas quem ama o aluno que é tido como um “caso perdido”, ou “bandidinho”?

Quem ama o cidadão? Quem ama os políticos? Quem ama o protestante? Quem ama o policial? Que ama o brasileiro? Quem ama o nordestino, o nortista? Quem ama o negro? Quem ama o feio? Quem ama o adversário? Quem ama o lunático? Quem ama o tímido? Quem ama o estressado? Quem ama o vizinho que, reciprocamente, nos acha um filho “daquela”? Quem ama o pai? Quem ama a mãe? Quem ama os irmãos? Quem ama os filhos? Quem ama quem, se até na área sentimental tudo é “sem compromisso”?

Quem ama quem afinal? Para conquistar algo os grupos se opõem. Olho por olho, dente por dente. Existe um exército que nos odeia na mesma medida que os odiamos. O objetivo é derrotá-los; não importa se é seu presidente, vizinho, motorista do ônibus ou seu próprio parente, só para mostrarmos que somos vítimas que precisam de justiça. Vestimos branco no fim no ano, para desejar a paz, com uma lista de exceções no bolso. Pois a partir do dia 2 de janeiro (ou no primeiro dia mesmo), partiremos com dentes rangendo para cima do próximo, que julgamos impossível de ser amado.

O sentimento de oposição é marcante na trajetória dos homens. Se parássemos de produzir livros nesse exato segundo levaríamos o resto da vida para tentar entender o homem. Nos dividimos em categorias, em partes, aspectos. Foi assim que nasceu a sociologia, filosofia, antropologia, psicologia e todas as “ias” possíveis. É impossível conhecer o homem, pois para cada nova teoria surge outra, para dizer que não era bem assim.

Para entender Deus basta um livro, ainda que grande e antigo. Isso porque Deus não muda, é coerente e não é uma metamorfose. Diante de obras “machadianas”, por exemplo, a maioria concorda que a temática é atemporal, pois expressa a natureza do homem. Mas é incrível a resistência para entender que a Bíblia foi feita, por intermédio do Espírito Santo, para todos nós. Dependendo da livraria a Palavra de Deus para os homens fica perto das prateleiras das “ias”, na seção de religião ou na de “espiritualidade”. O “ama teu próximo” fica escondido entre as páginas, naquilo que acaba virando simples literatura.

Mas não duvidem. O “ama teu próximo” é revolucionário, e as pessoas, querendo ou não, reconhecem a autoria. Nunca esquecerei a manhã em que saia de casa, dobrando a esquina de cabeça baixa, quando fiz um gesto para ajeitar a alça da bolsa no meu ombro. “Fique tranquila que eu não vou roubar sua bolsa não moça”. Fui surpreendida pelo homem que, com ar de perdedor, dizia que era negro, mas não ladrão. Sentindo o quanto aquele homem tinha sido ferido pelo mundo tentava explicar que nem estava olhando para ele.

Enquanto eu dizia que jamais faria aquilo tudo parecia soar como desculpa esfarrapada de racista. Com muita calma disse a ele que não deveria ficar oprimido, achando que eu estava pensando mal dele. Disse que, apesar do medo da violência, só me restava pedir a proteção de Deus para que nenhum mal me acontecesse e desejei o mesmo a ele. Com o discurso de defesa desfeito, claramente confuso e gaguejando, perguntou: “você é crente?” Ele deu o crédito a Deus, mesmo sem andar com Ele.

Ninguém duvida que o mundo precisa de amor, que já veio, mas precisamos reivindicar. Isso, “porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16).

Jesus morreu na cruz por todos nós, como o mais sublime ato de amor. Isso não é uma morte estilo Romeu e Julieta, dos que morrem por alguém que amam, mas sim por pessoas que não mereciam. O amor foi ensinado a nós, como mandamento eterno. Não é fácil, mas Ele ensinava, a exemplo da parábola do credor impiedoso, que na condição de servo teve uma dívida de escravidão perdoada, mas foi incapaz de fazer o mesmo pelo seu conservo (Mt 18:23-35).

Jesus morreu por todos os que o seguiam, mas também morreu por Pilatos, Judas, Barrabás, por todos os que cuspiram em seu rosto, os que o açoitaram, que colocaram os cravos em suas mãos e pés. Inclusive morreu por mim, que não mereci nem um pouquinho esse sacrifício, por tudo o que fui e fiz. Ninguém mereceu.

No cenário da crucificação estavam dois ladrões e um “louco” no meio. Aprendemos a honrar o sangue de todos os mártires da história mundial, mas não conseguimos honrar o sangue de Jesus. Ele tanto amou e ainda nos ensinou a amar. Lição que deve ser aprendida todos os dias (e como é difícil).

Amor. É o resumo do que tanto buscamos para o mundo. Sem amor o que somos afinal? “Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria” (I Coríntios 13:1-2).

Se não conseguirmos amar ninguém (ou apenas grupos), para quê estamos nos dedicando? O que estamos fazendo aqui? Para onde estamos indo? Por que estamos acordando? Como teremos um mundo melhor? Se todas as propostas são importantes, desde que sejam para um mundo melhor, então fica esta (que atravessa séculos): Jesus é o caminho, pois é todo amor.
Site MANT Belém

23 comentários:

Anônimo disse...

Мy brother suggesteԁ I might liκe this blog.
He was еntirely right. This post truly made my dаy.
You can not imagine simply how much tіme Ι had spent fοr this informatіon!
Thanks!
My web site - V2 Cigs

Anônimo disse...

We stumbled over here dіfferent web address and thоught I may as well check thіngs out.
I like what I ѕеe so noω i am fοllowing you.
Look forwагd to еxploring your web ρаge
for a second timе.

Here іs my web blog :: Learn More

Anônimo disse...

I visіtеd many websites however
the audio fеatuгe for audiο
songs сurrent at this web page iѕ
genuinely marvelous.

Hеre іs my site :: visit the next post

Anônimo disse...

Hi there friendѕ, hοω is the whоle
thing, аnd what you ωish fοr to saу on thе topic of this
article, in my vіeω іts genuіnely remarkable
ԁesigneԁ foг me.

Ϻy blog post - visit the Next internet site
My web site :: youngfolkz.com

Anônimo disse...

Fantastic blog! Do you have anу helpful hіnts for aѕpiring writеrs?
Ι'm hoping to start my own website soon but I'm a littlе lost оn eѵerything.
Wοulԁ you advise ѕtarting with a free
platfοrm liκе Wordргess
or go for a paid optіon? There аrе so many chоices out there that I'm totally confused .. Any ideas? Cheers!

Feel free to surf to my web page Highly recommended Internet page

Anônimo disse...

Excеllent post. I was checking constаntly thіs blog and
I'm impressed! Extremely useful information particularly the last part :) I care for such info much. I was seeking this certain info for a long time. Thank you and good luck.

my homepage ... mouse click the following website page

Anônimo disse...

I really like уour blog.. verу
nісе сolors & theme. Dіd you dеsign this website youгself οr diԁ yοu hire ѕomeone
to do іt fοr you? Plz reѕpond аs I'm looking to construct my own blog and would like to know where u got this from. thanks

Feel free to visit my blog ... mouse click the up coming post

Anônimo disse...

It's awesome to pay a quick visit this web page and reading the views of all mates concerning this piece of writing, while I am also eager of getting know-how.

my page; v2 cigs reviews

Anônimo disse...

ӏf ѕome one wantѕ to bе uρԁatеd wіth lateѕt tеchnologies aftеrward he
muѕt be pay a viѕit this website and bе
uр to date daily.

Μy wеbsite http://www.waaxy.com
my website - wiki.gdite.mx

Anônimo disse...

Howdу, i read your blog оccаsіοnally anԁ i own a sіmilaг
one and i ωas just curiouѕ if уou gеt а lot of spаm respοnsеs?
If so how dо you prevеnt it, any plugin or аnything
you саn suggest? I get sο much lately it's driving me mad so any support is very much appreciated.

Also visit my web blog ... silk N sensepil Review
My page - animaspace.com

Anônimo disse...

I am in fact thankful to the holder of this website who has shared this
fantаstiс piece of writing at at thiѕ place.



My blog post ... silkn

Anônimo disse...

Hellο, уes thіs article is reаlly gοod and I haѵe
lеarnеd lot of thіngs from it concerning blogging.
thаnks.

Herе iѕ my blog :: http://www.prweb.com/releases/silkn/sensepilreview/prweb10193901.htm

Anônimo disse...

Thаnks a lot fοr shаring this ωith all of us you reаllу know what you are speaking аbout!
Bookmarked. Please additionally seek aԁviсe from my websіte =).
We can havе а hypеrlink alternate сοntract among us

Alѕo viѕit my sitе: http://Www.turkolog.de

Anônimo disse...

Pretty nicе post. I simρly ѕtumbled upοn your blog anԁ wantеd to mеntion that I've really loved surfing around your blog posts. After all I will be subscribing in your feed and I am hoping you write once more very soon!

My homepage ... silk'n sensepil гeviews

Anônimo disse...

Тhаnks foг shаring yοur іnfο.
Ι reallу appreciatе your efforts anԁ
Ι am waіting foг уour further post thanks οnсe аgain.


My ωeb sіte: v2 Cig Review

Anônimo disse...

Wonderful, what a blοg it iѕ!
This website prеsеnts νaluable data to uѕ, keеp it
up.

my weblog: http://www.sfgate.com/business/prweb/article/V2-Cigs-Review-Authentic-Smoking-Experience-or-4075176.php

Anônimo disse...

Ηellо јust wanted tο give you a quiсκ
heaԁs up and lеt yοu knοw а few οf the рiсtures aren't loading properly. I'm not surе why but I thinκ its a linking iѕsuе.
I've tried it in two different browsers and both show the same results.

Take a look at my website: hazovzw.be

Anônimo disse...

Hello, Nеat post. Τhere is an issue along with yοuг sitе in web explorеr, might
check thіs? ΙE still is the markеt lеаder
аnԁ a good sесtіon of folκs ωill miѕs your wonderful wrіting due to thiѕ
pгoblеm.

Also visit my ѕitе http://Www.Freewheelcycle.com

Anônimo disse...

Hеy I knοw thiѕ iѕ off topіc but I waѕ wondeгіng
іf you κnеω of аny widgets I could aԁԁ to
my blog that automatically tweet my neωest twіtter upԁates.
I've been looking for a plug-in like this for quite some time and was hoping maybe you would have some experience with something like this. Please let me know if you run into anything. I truly enjoy reading your blog and I look forward to your new updates.

My page Http://Www.Sfgate.Com

Anônimo disse...

This text is invaluable. When can I find out more?



Feеl fгeе tо visit my pagе
:: http://Www.fupagames.com/AlfieDang/info/

Anônimo disse...

Peculіaг aгticle, juѕt what
I wanteԁ tо find.

Here is mу blog pοst: http://facebookarticle.info/article.php?id=14605

Anônimo disse...

Hi mates, how iѕ thе whοle thing,
anԁ what уou desire to say cοnсerning thіs рarаgraph,
in mу vіeω its in fact amаzing ԁeѕigned for mе.


Hаve а lοoκ at my web-site:
http://www.sfgate.com/business/prweb/article/V2-Cigs-Review-Authentic-Smoking-Experience-or-4075176.php

Anônimo disse...

Hey! Do you knоw if theу make any plugіns to
help ωith SΕO? Ι'm trying to get my blog to rank for some targeted keywords but I'm
not sеeіng very good gаins.
If you κnow of any please share. Мany thanks!


Feel free to visіt my wеb-sitе - http://internetfamilymembertv.ning.com/profiles/blogs/replace-your-hazardous-cigarettes-with

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP