terça-feira, 27 de janeiro de 2009

O que somos em relação a Deus?

Quem está em Cristo é nova criatura. Mas o que somos além disso? O que implica ser uma nova criatura em Jesus? Quando entregamos nossas vidas à Sua direção do Senhor tudo se faz novo. Não apenas dentro de nós, mas em novas tarefas.

Embaixadores
“De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo, como se Deus por nós rogasse. Rogamo-vos, pois, da parte de Cristo, que vos reconcilieis com Deus”(II Co 5:20).

Um embaixador é um emissário. É a categoria mais alta de representante diplomático de um Estado junto de outro ou de um organismo internacional. O embaixador representa outras pessoas em outros lugares.

Da mesma forma quem é nova criatura passa a realizar a diplomacia entre o céu e a terra, pois muitos estão “brigados” com Deus sem saber. Acham que está tudo normal, sem saber que o pecado as distancia da comunhão com o Pai. Em nome do maior Embaixador na terra - Jesus, somos responsáveis por realizar “acordos de paz” através do evangelho. As pessoas precisam ser conciliadas com Deus.

Ministros
“Que os homens nos considerem como ministros de Cristo, e despenseiros dos mistérios de Deus” (I Co 4:1).

“O Espírito do Senhor Deus está sobre mim; porque o Senhor me ungiu, para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos” (Is 61:1).

Para nos habilitar para o serviço Ele nos enche do Espírito Santo. Um ministro é um executor, um auxiliar de nível elevado, que deve estar habilitado por esse requisito. Um ministério não é apenas liderar pessoas na igreja ou cantar. Um ministério é um cargo, incumbência, um cargo, uma função. Não importa qual seja. Tudo o que fazemos, dentro e fora da igreja, que faça prova que Deus está agindo em nossa vida, pode ser considerado um ministério.

Jesus está levantando ministros. Não para que façam parte da multidão, mas que ajudem as multidões. Não apenas para sentar no banco da igreja, só ouvindo; mas para que trabalhem por uma obra que vale a pena.

Noiva
“E serás uma coroa de glória na mão do SENHOR, e um diadema real na mão do teu Deus. Nunca mais te chamarão: Desamparada, nem a tua terra se denominará jamais: Assolada; mas chamar-te-ão: O meu prazer está nela, e à tua terra: A casada; porque o SENHOR se agrada de ti, e a tua terra se casará. Porque, como o jovem se casa com a virgem, assim teus filhos se casarão contigo; e como o noivo se alegra da noiva, assim se alegrará de ti o teu Deus” (Is 62:3-5).

Uma noiva é a prometida. É alguém que está debaixo de um compromisso pré-nupcial. Não é uma situação volátil de uma amizade, flerte ou namoro. Uma noiva declara solenemente, para todos, que vai casar.

Não somos a noiva inteira, mas uma parte dela – a igreja. Quando o noivo voltar (Jesus) deverá encontrar uma noiva perfeita, imaculada e irrepreensível. É obrigação da noiva a mudança de caráter, para manter essa pureza. É necessário pensar como noiva, pois várias coisas perfeitas compõem uma grande coisa perfeita. Uma parte imperfeita não se somará ao conjunto no grande momento, que não tem data nem hora.

Os embaixadores lidam com as multidões. Os ministros administram parte do todo. A noiva é unidade em si mesma. Nada do que fizermos será para o nosso mérito, e sim para anunciar o nome do Senhor. Como embaixador represente Deus. Como ministro, ajude, auxilie. Como noiva, se prepare.
Site MANT Belém

Nenhum comentário:

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP