domingo, 8 de março de 2009

Deus quer que as mulheres cantem

Podemos até não ter afinação suficiente para que os outros suportem nossa cantoria. Mais do que um simples consolo, há alguém que deseja nos ouvir cantar. No geral, tudo o que achamos lindo vira inspiração para músicas, poemas, etc. 

Nem sempre encontramos motivos para cantar, diante das circunstâncias, quando olhamos somente para o hoje. “O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã” (Salmos 30:5). Mesmo quando o motivo nem sempre temos disposição para cantar e celebrar. 

“Então Miriã, a profetiza, a irmã de Arão, tomou o tamboril na sua mão, e todas as mulheres saíram atrás dela com tamboris e com danças. E Miriã lhes respondia: Cantai ao SENHOR, porque gloriosamente triunfou; e lançou no mar o cavalo com o seu cavaleiro” (Ex 15:20-21).

Miriã tocou, dançou e cantou para celebrar a vitória do povo de Deus. Os livrando dos tempos de escravidão o Senhor abriu o Mar Vermelho e o povo passou a pé seco em meio aos paredões de água.

Nada melhor do que uma canção como declaração de amor. O amor foi tanto que teve gente que não se conteve. Somente Salomão compôs 1.005 canções e 3 mil provérbios (I Rs 4:32).

A Palavra é cheia de detalhes de como podemos louvar. “Louvai ao SENHOR com harpa, cantai a ele com o saltério e um instrumento de dez cordas” (Sl 33:2). O inimigo sempre fará de tudo para impedir ou atrapalhar nosso louvor e adoração. Nessas situações nos é reservada uma alegria que excede todo entendimento, quando a lamentação é trocada por um cântico novo. Será uma adoração mais agradável ao Senhor do que sacrifícios.

“Servi ao SENHOR com alegria; e entrai diante dele com canto” (Sl 100:2). Nosso dia-a-dia já e cheio de guerras, com o inimigo confabulando contra a nossa alegria. Mas ainda sim muitos preferem entrar na presença do Senhor com tristeza, num verdadeiro culto fúnebre, apesar da Palavra garantir que em nossas vidas até a tristeza saltará de alegria, quando buscarmos a presença do Senhor.

A alegria do Senhor é a nossa força. É comum, quando não conseguimos alguma coisa, dar espaço para a tristeza. Foi assim com Ana, que desejava ter um filho mas era estéril. Seu sonho virou um pesadelo. A lei da época permitia nessa situação que o marido tivesse uma segunda esposa, para garantir a descendência. Além de dividir o marido com outra ainda era obrigada a ouvir provocações e humilhações de outras mulheres, que debochavam dela, por não poder gerar um filho. 

Mesmo as coisas pequenas são capazes de roubar a nossa alegria. Na prática é mais fácil ficar triste do que alegre, quando um segundos de frustração encobrem as horas de felicidade. O inimigo rouba o sorriso de nossos lábios. O primeiro sintoma da tristeza é o semblante decaído, pois assim como a alegria aformoseia o rosto a tristeza nos deixa feias. Nem adianta esconder pois o rosto denuncia a tristeza.

Mas sempre precisamos de um momento para tomar uma decisão
, tomar um novo rumo. Ana tomou essa decisão, se ajoelhou no templo e derramou toda a sua amargura aos pés do Senhor. Era tanta tristeza que por mais que abrisse a boca não saia nenhum som. Quem viu achou até que estava bêbada. Mas quando o sacerdote percebeu o que acontecia liberou uma profecia, de que voltaria com um filho. 

Foi assim após seis anos. Suas lágrimas se transformaram em cântico e a tristeza em alegria. Assim será, sempre que contarmos tudo ao Senhor. De tanta satisfação, Ana também fez uma música.

“O meu coração exulta ao SENHOR, o meu poder está exaltado no SENHOR; a minha boca se dilatou sobre os meus inimigos, porquanto me alegro na tua salvação. 

...Não há santo como o SENHOR; porque não há outro fora de ti; e rocha nenhuma há como o nosso Deus. 

...Não multipliqueis palavras de altivez, nem saiam coisas arrogantes da vossa boca; porque o SENHOR é o Deus de conhecimento, e por ele são as obras pesadas na balança. 

....O arco dos fortes foi quebrado, e os que tropeçavam foram cingidos de força”
(1 Sm 1:1-17).
Site MANT Belém

Nenhum comentário:

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP